quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Consumo de álcool pode reduzir fertilidade feminina

Pesquisa apresentada na Conferência Anual da Sociedade Americana de Medicina Reprodutiva realizada em Boston, EUA, descobriu que mulheres que consomem bebidas alcoólicas nos meses antes de começar o tratamento de fertilidade podem reduzir em dois terços a capacidade engravidar, mesmo com o consumo em quantidades pequenas de álcool, como três taças de vinho por semana.
O estudo avaliou o comportamento de casais que já haviam falhado em pelo menos três tentativas de fertilização in vitro, apontando que as mulheres que não consumiram álcool tiveram 90% de chance de alcançar uma gravidez bem sucedida em até três anos. Já as mulheres que tomaram uma média de três taças de vinho por semana tiveram a sua capacidade reduzida para 30% durante o mesmo período.
Os pesquisadores revelaram que não sabem a quantidade exata de álcool que pode ser consumida para não gerar um impacto tão grande na fertilidade.  O estudo realizado com 90 mulheres afirmou, que mesmo as mulheres que bebiam apenas um ou dois copos de vinho por semana, tiveram algum comprometimento na sua fertilidade, diminuindo as chances em até 66%.
Por isso é aconselhado aos pacientes em tratamento de reprodução assistida a limitar ou abster-se de álcool, já que está comprovado  o efeito negativo da bebida sobre o sucesso da gravidez. Segundo a pesquisa, o mesmo impacto poderia está acontecendo com as mulheres que estão tentando engravidar de forma natural, com maior efeito para aquelas que bebiam várias doses de álcool na mesma noite.




Nenhum comentário:

Postar um comentário