domingo, 8 de dezembro de 2013

Obesidade Central Feminina provoca Infertilidade


Os efeitos negativos da obesidade feminina na fertilidade já são conhecidos e estabelecidos, já os efeitos da obesidade central (concentração de gordura na região abdominal) são menos claros. 

Um estudo realizado na Universidade de Boston, nos Estados Unidos e publicado em outubro deste ano na Human Reproduction - revista da Sociedade Européia de Medicina Reprodutiva e Embriologia, avaliou os efeitos do excesso de peso e da concentração central de gordura  em mulheres negras americanas.

Constatou-se que quanto maior o IMC (Índice de Massa Corporal) maior o atraso para concepção. 

Após um controle e redução do IMC, mulheres que apresentavam cinturas maiores (circunferência abdominal) ou que tinham uma relação cintura/quadril maior apresentavam menor fertilidade que as demais. 

Assim, parece que a obesidade central é um fator de risco independente para infertilidade, pois mesmo após a diminuição do peso, a manutenção de gordura na região abdominal foi responsável por menores taxas de fertilidade.

Essa relação foi demonstrada nesse estudo e em mulheres americanas negras, que tem altas taxas de obesidade e infertilidade, mas com certeza esses dados podem ser extrapolados para mulheres de outras etnias.

Portanto, uma redução na obesidade geral e central oferece um potencial aumento da fertilidade. 

Combater o excesso de peso e manter uma boa forma física sempre ajudará na manutenção da fertilidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário