segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Endometriose - Sintomas Incomuns


A endometriose afeta entre 6 a 10% das mulheres em idade fértil. Caracteriza-se pela presença de tecido endometrial (camada interna do útero - onde ocorre a implantação embrionária) fora do útero, em locais como: ovários, trompas, bexiga, intestino e cavidade pélvica-abdominal. Esta patologia causa dismenorréia (dor menstrual), dor pélvica crônica, dispareunia (dor no ato sexual), disúria (dor ao urinar), dor ao defecar,  infertilidade e apresenta também outras manifestações menos comuns, como a dor em membros inferiores.

Acha-se que até 40% das mulheres com endometriose apresentam sintomas de dores nas pernas. Esse tipo de dor parece ocorrer pela presença da doença em si na cavidade pélvica (cistos endometrióticos ovarianos, por exemplo) ou por lesões provocadas nos nervos (infiltração da endometriose no próprio nervo), causando uma neuropatia, que pode afetar, também, a parte da sensibilidade e da movimentação, impedido determinados movimentos dos membros inferiores.

Baseado nestes relatos, pesquisadores da Universidade de Roma, na Itália realizaram uma pesquisa com o intuito de identificar a real origem deste tipo incomum de dor relacionada à endometriose. Os dados deste estudo foram publicados em julho de 2013 na revista da ASRM - Sociedade Americana de Medicina Reprodutiva.

Neste estudo, 30% das pacientes apresentou envolvimento neuronal, com diminuição da sensibilidaade na região da coxa, caracterizando uma lesão nervosa. O principal nervo afetado foi o ciático, mas outros nervos como o femural também foram envolvidos. 70% das pacientes não apresentou sintomas que sugerissem lesões em nervos. Isso demonstra que a endometriose provoca a dor por duas vias, a nervosa ou pela presença das lesões pélvicas, esta última seria a tradicional dor pélvica se manifestando de uma forma menos comum.

Estima-se que a endometriose do nervo ciático é uma das principais causas de ciatalgia (dor lombar e irradiada para os membros inferiores) em mulheres.  

Por estes fatos, não se deve subestimar a dor crônica em membros inferiores de mulheres em idade fértil. Em caso de lesão neuronal, o tratamento deve ser a nível do próprio nervo, com a realização da neurólise (retirada da parte afetada pelo foco de endometriose).

Esta é mais uma das várias facetas da endometriose, uma doença comum, mas que ainda é muito pouco compreendida pela medicina, por isso a tamanha dificuldade em se encontrar o tratamento adequado para todos os seus sintomas. 

O importante é tentar diagnosticar e controlar adequadamente a doença, melhorando a qualidade de vida da paciente e aumentando suas chances de viver sem dor e sem infertilidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário