quarta-feira, 2 de abril de 2014

Ácido Fólico: profilaxia simples para uma doença difícil


Os defeitos de fechamento do tubo neural acometem aproximadamente 6 a cada 10.000 nescimentos no Brasil, cerca de metade deles representada pela espinha bífida.
Não existe até o momento uma estratégia 100% eficaz para evitar os defeitos do tubo neural, mas, sem dúvida, uma simples orientação pode mudar o curso da história de muitas famílias: suplementação de ácido fólico.
De acordo com as recomendações atuais para profilaxia dos defeitos do tubo neural, com a suplementação de ácido fólico na dose de 400 mcg/dia iniciada pelo menos 30 dias antes de estabelecida a gravidez, espera-se reduzir em até 80% o número de casos de espinha bífida e anencefalia.
Atualmente, já se obedece no Brasil e em outros países a recomendação de que cada 100mg de farinha (e, consequentemente, os produtos que a levem como ingrediente) tragam 100mcg de ácido fólico suplementado, o que já contribui com redução de 30 a 35% dos casos.
Na população de alto risco (principalmente mulheres com filhos portadores de edefitos do tubo neural em gravidez prévia e usuárias de anticonvulsivantes), recomenda-se a prescrição de ácido fólico na dose de 4 mg/dia, considerada terapêutica. Vale frisar que essa dose não deve ser utilizada como profilaxia.
Fica a dica!

Tema abordado pelo Dr.Bruno Ramalho, especialista em Reprodução Humana.
http://drbrunoramalho.blogspot.com.br/2014/03/acido-folico-profilaxia-simples-para.html


Nenhum comentário:

Postar um comentário