segunda-feira, 28 de abril de 2014

Hiperprolactinemia

Uma das principais causas hormonais de infertilidade é o aumento dos níveis do hormônio prolactina, a chamada hiperprolactinemia. 
A prolactina é o hormônio responsável pela produção do leite após o parto, portanto, sua produção deve ocorrer no período da lactação. Fora deste período, o seu aumento significa alteração hormonal que pode provocar dificuldade para engravidar e também uma chance maior para abortamentos. 
Diversas são as causas de hiperprolactinemia, como: 

1- Uso de medicações que estimulam a produção deste hormônio. 
2- Hipotireoidismo (outra alteração hormonal). 
3- Traumas cerebrais. 
4- Tumores (micro e macroadenomas hipofisários) na hipófise (a glândula onde é produzida a prolactina e que fica localizada no cérebro). 
5- Causa desconhecida (idiopática)
6- SOP - Síndrome dos Ovários Policísticos

Na maioria das vezes, não se consegue identificar a causa da hiperprolactinemia. De uma forma ou de outra, na grande maioria das vezes o tratamento é simples, feito com medicações de uso oral e  de fácil controle. 

A hiperprolactinemia pode, também, afetar os homens, podendo provocar queda na quantidade e qualidade dos espermatozóides, levando a quadros de infertilidade.

Em resumo, trata-se de uma doença de fácil diagnóstico e manuseio, mas que deve ser sempre encarada no início de uma investigação de uma casal com dificuldade de engravidar. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário