quinta-feira, 12 de junho de 2014

Estresse aumenta o risco de Infertilidade?

Essa é uma pergunta antiga e uma constatação atual.

Sabe-se que altos níveis de estresse estão associados a um tempo mais longo para se atingir uma gravidez. Isto é, estresse e reprodução estão relacionados.

Para analisar esta relação, pesquisadores de Michigan e do Texas, nos Estados Unidos, avaliaram 401 casais entre 2005 e 2009 e publicaram os dados de sua pesquisa na Human Reproduction, a revista mensal da ESHRE (Sociedade Européia de Reprodução Humana e Embriologia), em maio de 2014.

As mulheres com os maiores níveis de estresse apresentaram 29% de redução na sua taxa de fecundidade, ou seja, na sua capacidade de engravidar espontaneamente, quando comparadas com as mulheres com baixos níveis de estresse. Este fato aumentou em duas vezes o risco de infertilidade. 
A avaliação do nível de estresse foi feita através da análise da amilase (uma enzima, substância que atua na quebra de proteínas e está relacionada aos níveis de estresse) na saliva.

Esta é mais uma pesquisa que demonstra os efeitos negativos do estresse na fertilidade. Combater o estresse é importantíssimo para se ter um equilíbrio maior e para se atingir mais facilmente uma gravidez.

Nenhum comentário:

Postar um comentário