terça-feira, 21 de outubro de 2014

Primeiro Nascimento após Transplante Uterino - Marco Histórico

Nasceu no início deste mês, mais precisamente no dia 04 de Outubro de 2014, o primeiro bebê após transplante uterino. O nascimento ocorreu na Suécia, e foi fruto de anos de estudos e pesquisas de um grupo liderado pelo médico sueco Mats Brännström. Uma mulher de 36 anos recebeu o útero de uma amiga de sua mãe de 61 anos. Antes do transplante, a paciente que tinha uma má-formação desde o nascimento, conhecida como Síndrome de Mayer-Rokitansky-Kuster-Hause(ausência congênita do útero), foi submetida a uma fertilização in vitro, na qual obteve 11 embriões. Após o transplante foi realizada a transferência embrionária e atingida a gravidez. Diferentemente da primeira gravidez em útero transplantado, que foi de doadora morta, este foi realizado com doadora viva e de mais de 60 anos, demonstrando que a idade pareceu não influenciar a qualidade uterina.

A primeira gravidez em uma mulher com útero transplantado ocorreu em 2013, na Turquia (noticiamos este fato importante, aqui neste blog em abril de 2013), porém aquela gravidez foi interrompida por um abortamento com oito semanas de gestação.

Agora sim, um marco mais que importante foi alcançado. O nascimento ocorreu após uma cesariana, no oitavo mês de gestação, devido à pré-eclâmpsia (pressão alta na gravidez) e o recém-nascido encontra-se bem.

Após mais de 10 anos de experimentos em animais a equipe do Dr. Brännström pode comemorar e ontem tive o privilégio de assistir a uma palestra deste fantástico pesquisador no Congresso Americano de Medicina Reprodutiva, aqui em Honolulu, no Hawaii. O professor Brännstöm apresentou todos os seus dados e nos mostrou como ocorreu toda a longa caminhada até se atingir este marco histórico. Após o final da palestra o mesmo foi aplaudido de pé por longos minutos. 

Sem dúvida um grande marco para a medicina reprodutiva e uma nova opção para várias mulheres. Na minha opinião trata-se de um fato merecedor de um prêmio Nobel, um verdadeiro divisor de águas para vários problemas relacionados ao útero.

Honolulu, Hawaii, 21 de Outubro de 2014.


Congresso Americano de Medicina Reprodutiva - 2014



O Congresso Americano de Medicina Reprodutiva está sendo realizado esta semana, na cidade de Honolulu, no Hawaii. Trata-se de um dos dois maiores congressos mundiais na especialidade, ocorrendo anualmente e reunindo especialistas de todo o mundo. Momento ímpar de interação, permitindo o contato direto com renomados pesquisadores e especialistas internacionais. Esta é a edição  de número 70 deste magnífico encontro.