sexta-feira, 27 de março de 2015

Gravidez aos 50 anos após Fertilização in Vitro

Em fevereiro deste ano, um grupo de pesquisadores do Instituto de Medicina Reprodutiva de Kolkata, na Índia, apresentou ao mundo um caso de nascimento de criança viva e sadia após fertilização in vitro (FIV) em uma mulher de 50 anos. Esse caso foi publicado na Fertility and Sterility, a revista da ASRM (Sociedade Americana de Medicina Reprodutiva). 

Esse é um importante relato, dada a sua raridade.

A fertilidade feminina diminui com a idade, disso ninguém duvida. A queda mais acentuada começa a acontecer por volta dos 32-35 anos, com uma queda vertiginosa após os 37 anos, com a fertilidade chegando perto de zero aos 45 anos. 

Sabemos que após os 45 anos, uma gravidez natural e um nascimento de uma criança viva e saudável é um evento raro e que mesmo após os tratamentos de reprodução assistida, como a FIV, as chances ainda são bem pequenas. 

Havia um relato de gravidez com nascimento vivo, após FIV, em uma mulher de 46 anos, agora surge este em uma mulher de 50 anos, um caso único na literatura médica. O nascimento deu-se por uma cesariana com 35 semanas de gestação e o recém-nascido pesou 2,3 kg.

Este foi um caso raro e até hoje único, demonstrando que pouquíssimas mulheres (geneticamente privilegiadas) ainda podem apresentar bons óvulos em idades avançadas. Casos como este servem para que possamos pensar e sempre considerar a hipótese de tentar uma FIV em mulheres após os 42/44 anos, muito embora saibamos que as chances são muito reduzidas e que muitas dessas mulheres só conseguirão engravidar com óvulos doados. 

É extremamente necessário que se esclareça que após os 35 anos a fertilidade cai muito rapidamente e que é preciso pensar em engravidar ou em preservar a fertilidade, por meio de congelamento de óvulos e/ou embriões, antes que seja tarde demais. 

A medicina reprodutiva tem permitido avanços importantes, mas os tratamentos são amplamente limitados pela idade do casal, em especial pela idade da mulher.
É fato, a idade da mulher é fundamental!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário